terça-feira, 22 de maio de 2018

Poções-BA: Dono de funerária é acusado de matar vítima e ainda fez todo trabalho de sepultamento com comparsa, vídeo



Na manhã da última sexta-feira (18) o jovem Jadson Neves, de 31 anos, foi morto com vários tiros de pistola, em uma estrada de acesso a uma região conhecida como Carrapicho, no meio rural de Poções, região Sudoeste da Bahia. Após o ocorrido, as polícias Civil e Militar vinham trabalhando incansavelmente para elucidar o crime brutal, que gerou um grande clamor social na cidade.


Durante as investigações, a polícia teve como principal suspeito Caio Souza Cunha, empresário do ramo funerário. Sendo capturado em sua residência, no bairro Indaiá, na manhã desta segunda-feira (21), por uma guarnição da Rondesp Sudoeste, com total apoio da 79ª CIPM de Poções, ele confessou o crime. Um segundo suspeito, identificado como Alex Venâncio Sampaio, funcionário do autor do assassinato, foi localizado no município de Boa Nova, em posse de uma pistola PT58S .380, usada para matar Jadson. 

A arma foi encontrada com resquício de sangue proveniente da vítima. Presos, os acusados foram encaminhados para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) de Vitória da Conquista. A notícia da prisão da dupla gerou grande revolta na população, que esteve durante toda à tarde de hoje em frente ao Complexo Policial. 

Indignados, todos os manifestante clamavam por justiça e também se concentraram em frente à funerária do acusado. Para evitar um confronto com populares e garantir a integridade dos presos, ambos foram apresentados à autoridade competente em Conquista, onde houve a lavratura de prisão. Uma terceira pessoa também foi conduzida para testemunhar o fato. Caio revelou para a polícia que marcou um encontro com Jadson para tratar de um assunto de negócios e lá ceifou a vida do jovem. Informações do Blog do Léo santos // Itambé Agora. Vídeo abaixo:




Nenhum comentário:

Postar um comentário